O Instituto de Física de Alta Pressão assume a tecnologia de produção de cristais de nitreto de gálio

11.01.2019

A Agência de Desenvolvimento Industrial concedeu 15 milhões de zlótis ao Instituto de Física de Alta Pressão da Academia Polaca de Ciências para a compra da empresa Ammono e, portanto, a aquisição de tecnologia para a produção de cristais a partir de nitreto de gálio.

Como disse o vice-ministro da Ciência, Piotr Dardziński, este é um exemplo de cooperação entre ciência e indústria. “Queremos que marcas reconhecidas mundialmente sejam criadas. Temos todos os recursos para isso e, acima de tudo, cientistas talentosos. O nitreto de gálio é indicado como uma inovação de ponta em optoeletrónica e eletrónica”, acrescentou Jadwiga Emilewicz, Ministra do Empreendedorismo e Tecnologia.

As placas cortadas de cristais de nitreto de gálio podem ser usadas como substratos, entre outros, na tecnologia Blu-ray ou LED de alta potência.


Inovações